Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

QUAIS SÃO OS SEUS FRUTOS?

Por: João Marcos Bezerra jmarcoscb@gmail.com Textos Base: Jo 15.1-16
Qual a definição de fruto? “1. Produto da terra para sustento e benefício do homem; 2. resultado, conseqüência” (Aurélio Séc. XXI). As opções se enquadram no perfil do texto da “Videira Verdadeira”? Com certeza. Este trecho bíblico deixa bem claro que frutificar está diretamente ligado a um relacionamento com Deus. E é a partir Dele que podemos produzir bons frutos – resultados – para benefício do homem e para a Sua glória (v.8). Mas como construir uma relação com o Senhor? Podemos determinar que a oração é a única forma do homem se comunicar com Deus. Já Ele pode se comunicar conosco por meio da própria oração, da Sua Palavra – a Bíblia, das circunstâncias e da criação – revelação geral. E a construção de uma relação com o Senhor se dá através dessa comunicação. Na alegoria da videira entendemos que Jesus é o tronco da árvore e os Seus servos são os ramos. Também podemos relacionar isto a Igreja do Senhor como corpo e nós…

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

Por João Marcos Bezerra jmarcoscb@gmail.com

“Todo ser que respira louve ao Senhor. Louvai ao Senhor!” (Sl 150.6)
Em meados de 1998 um garoto chamado Daniel Luz resolveu reunir alguns amigos na Pizzaria Varandão, no Conjunto Ceará, em Fortaleza. Você imagina para quê? Formar uma banda evangélica. Foi um encontro bem engraçado, apesar do objetivo ser sério, mas tinha que ser assim numa reunião com caras palhaços. E o mais hilário era que dos componentes, nenhum era “músico” experiente ou desenrolado. A não ser o Alessandro que já tocava violão a um bom tempo, mas que passaria para o baixo – instrumento que não lhe era familiar. O grupo se formou em torno de uma rodada de pizza, conversas, piadas, presepadas e uma oração ao final, nascendo aí o Agnus Dei. Este nome foi mudado, antes do primeiro ensaio, porque era muito utilizado no meio católico, para Éfeso, que era ainda mais usado como nome de grupos musicais no meio evangélico. Após diversas conversações, pesquisas na Bíblia e em dicionári…

A HORA ESTÁ CHEGANDO

Imagem
Por João Marcos Bezerra jmarcoscb@gmail.com Textos Base: Mt 24.32-44
O Sermão Profético de Jesus, nos capítulos 24 e 25 do Evangelho de Mateus, é a introdução da Escatologia, ou seja, é o discurso de abertura dos acontecimentos do fim dos tempos. Mesmo que tenha sido proferido por volta de 800 anos após os Profetas e, principalmente, após 580 anos das visões do profeta Daniel, que foi o primeiro a detalhar as profecias escatológicas, esse é o sermão de abertura desta doutrina. No Novo Testamento os apóstolos Paulo e João trazem maiores detalhes sobre o anticristo, o arrebatamento, a apostasia e os falsos ensinos. E este, o discípulo amado, escreve com mais precisão os acontecimentos da Grande Tribulação, esmiuçando as profecias de Daniel e o discurso de Cristo, no livro do Apocalipse (do grego apokálypsis: Revelação).
Muitos quando lêem ou ouvem sobre a Revelação Final ficam com medo e assustados com a possibilidade de presenciar estes fatos ou, simplesmente por não saberem qual será o seu…