LÍDERES NA IGREJA E SUA CONTRIBUIÇÃO A SOCIEDADE



FORMAÇÃO DE LÍDERES NA IGREJA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE
João Marcos da Costa Bezerra[1]

RESUMO


A igreja evangélica tem o potencial para a formação de líderes com alta possibilidade de contribuição relevante para a sociedade onde está inserida. Entretanto, é visível que essa liderança tem tido pouca influência positiva sobre as pessoas, inclusive aquelas que são conhecidas como fiéis integrantes da igreja. Os desvios éticos e morais, as divergências doutrinárias e a busca pelos próprios interesses são alguns dos problemas que tem prejudicado a formação de uma liderança que tenha alguma relevância para a sociedade. O presente artigo tem o propósito de mostrar que os princípios ensinados por Jesus Cristo e aplicados na vida de Martin Luther King Jr., extraindo valores e qualidades, baseados em outros líderes na história do povo de Israel, como Davi e Neemias, e nos discípulos de Jesus, que são importantes para formar líderes que tenham contribuição social. Para isto, a pesquisa bibliográfica foi utilizada como metodologia para extrair dados sobre o tema das obras de diversos autores como Hunter (2006), Carson (2014), Nicodemus (2008) e Getz (1994). Constatou-se que o amor ao próximo é o princípio basilar na formação de uma liderança de caráter na igreja, que desenvolverá valores e qualidades importantes para ter relevância na sociedade.


Palavras-chaves: Formação. Liderança. Igreja. Influência. Sociedade. 


[1] Graduado em Teologia pela FATERJ; Bacharel em Teologia pelo SETEB; Líder formado pelo Instituto Haggai Brasil.



Leia mais no livro "Escritos Modernos de um jovem sabido". Solicite já o seu pelo email jmarcoscb@gmail.com ou pelo site da Editora Koinonia.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

Diante de toda a análise bibliográfica acerca da formação de líderes na igreja e sua contribuição a sociedade, percebeu-se que a influência positiva de uma liderança está na boa construção do caráter das pessoas. Estas que desejarem e desenvolverem sua habilidade para liderar tem grande possibilidade de levar outras a implementarem os projetos e as ideias pessoais, da organização e também da sociedade a que pertencem.

Davi, Neemias e King foram personagens usados neste trabalho como exemplos de guias que perceberam as dificuldades do povo. Com a força do caráter deles, influenciaram os outros a realizarem ações que culminaram numa mudança social positiva. O primeiro foi a transformação de marginais em soldados valentes e valorosos. O segundo levou os moradores de Jerusalém a reconstruírem a cidade. E o terceiro conduziu a nação a elaborar leis de direitos civis não segregacionistas.

Outro ponto em comum desses exemplos está no princípio do amor ao próximo ensinado por Jesus Cristo e difundido pelos discípulos dele as gerações seguintes. Esta difusão se deu por meio da Bíblia, dita sagrada pelos cristãos, que apontam para os princípios e valores necessários para que um líder exerça a sua influência positivamente na organização, de forma que as suas ações possam repercutir na sociedade a que ele pertença.

Apesar dos problemas éticos e morais de parte da liderança na igreja evangélica brasileira contemporânea, outros princípios somados ao amor serão a sabedoria, a fé e o desejo de servir as pessoas. Assim como carisma, comprometimento, coragem, discernimento, generosidade, amabilidade, educação, passividade, justiça e honestidade e habilidade de ter os filhos sob a sua autoridade são valores e qualidades importantes para o líder.
Desta forma, a liderança formada na igreja cristã evangélica só terá relevância social se conduzir a formação de guias que tenham como base os ensinamentos de Jesus Cristo que estão contidos na Bíblia. Se este livro dito sagrado pelos cristãos continuar sendo esquecido pelos professores na igreja, continuarão formando líderes irrelevantes para a sociedade.

Comentários

Excelente artigo, bem fundamentado. Temática bem atual e relevante. Bibliografia rica. Bom, vejo atualmente um movimento de cobrança para capacitação, atualização e formação de líderes a qualquer custo, mas, sem de fato, haver uma preocupação com a formação e os valores. Vendo de uma ótica profissional, de mercado, por assim dizer, testemunho que os valores bíblicos e o modelo de liderança de Cristo são aplicáveis em todos os contextos. Tudo o que temos de mais moderno em termo de gestão e liderança só conduz as práticas do Mestre. Para igreja, acredito que 2 Timóteo 2:2 se aplicado de forma honesta e totalmente dependente de Deus, produz resultados inimagináveis a partir da transformação da mente de discípulo e discipulador. Formando discípulos de Jesus. Novamente, excelente texto. Deus seja contigo.

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

ALÉM DE UM PALMO DO NARIZ