Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO

Imagem
1)LEVANTAR DADOS
Investigue a história da igreja local; Converse com os pastores e líderes da igreja para conhecer a visão e projetos; Converse com os líderes anteriores do ministério para conhecer as experiências deles; Investigue o perfil da juventude; Busque conhecer as necessidades físicas, emocionais, materiais e espirituais; Conheça o histórico de ações do ministério.
2)DEFINIR O PÚBLICO ALVO Diante dos dados e informações da igreja, defina quem será o foco do ministério;
3)ESTABELECER AS DIRETRIZES Objetivo: mostre para que o projeto existe e qual o tipo de empreendimento que irá se envolver (Mt 4.19); Valores: determine o comportamento da equipe para alcançar o objetivo (1Co 13.13); Imagem: projete como será o futuro se as coisas ocorrerem como planejado (Jo 8.32); Metas: apresente a direção que devem tomar (Mt 28.19,20);

4)DETERMINAR OS PROGRAMAS A partir da definição do público alvo e dos objetivos do ministério, determine quais os programas que surgirão para atingir as metas estabelecidas…

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?

Imagem
por João Marcos Bezerra – jmarcoscb@gmail.com



No segundo semestre de 2016 fui ao cinema com um grupo de adolescentes da igreja assistir ao filme Nerve, que conta a história de Vee que na busca por “provar que tem atitude” se inscreve como jogadora num “jogo online onde as pessoas precisam executar tarefas ordenadas pelos próprios participantes”, no intuito de ganhar likes e dinheiro. Quem não cumpria as tarefas ou desistia perdia tudo e passava a ser somente um observador do jogo, junto com os outros que optavam por somente observar desde o início[1]. As tarefas iam de coisas simples a ações bem desafiadoras. Depois de uma série de desafios a Vee consegue disputar a final do Nerve e a missão era um homicídio. No começo do mês de abril de 2017 “bombou” notícias sobre o ‘Desafio da Baleia Azul’, que consiste numa “série de 50 atividades que envolvem asfixia, automutilação, queimar a pele e, no extremo [e último desafio], o suicídio”[2]. Em vários casos de adolescentes suicidas no Brasil, …