ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO

 

1)       LEVANTAR DADOS
Investigue a história da igreja local;
Converse com os pastores e líderes da igreja para conhecer a visão e projetos;
Converse com os líderes anteriores do ministério para conhecer as experiências deles;
Investigue o perfil da juventude;
Busque conhecer as necessidades físicas, emocionais, materiais e espirituais;
Conheça o histórico de ações do ministério.

2)       DEFINIR O PÚBLICO ALVO
Diante dos dados e informações da igreja, defina quem será o foco do ministério;

3)       ESTABELECER AS DIRETRIZES
Objetivo: mostre para que o projeto existe e qual o tipo de empreendimento que irá se envolver (Mt 4.19);
Valores: determine o comportamento da equipe para alcançar o objetivo (1Co 13.13);
Imagem: projete como será o futuro se as coisas ocorrerem como planejado (Jo 8.32);
Metas: apresente a direção que devem tomar (Mt 28.19,20);

4)       DETERMINAR OS PROGRAMAS
A partir da definição do público alvo e dos objetivos do ministério, determine quais os programas que surgirão para atingir as metas estabelecidas;
 
5)       DETALHAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS
Estabeleça as funções, atribuições e quem serão os responsáveis;
Determine a forma de capacitação e formação dos líderes para estas funções;
Defina os locais para as diferentes programações e quais os equipamentos e materiais necessários; assim como os outros materiais: didáticos, divulgação, lanches etc.;
Com base nesses dados, determine um orçamento que determine o custo de cada programa para o ano e determine o valor mensal necessário ao ministério. Pode ser mais detalhado, detalhando cada item em cada programa.

6)       MONTAR CALENDÁRIO
É a última parte do planejamento e não deve ser o foco e é o resultado da definição dos programas e recursos;
Analise a razão, contribuição, objetivos e resultados de cada evento para determinar se os mesmos são necessários ou não;
Elabore a agenda do ministério para que não haja sobrecarga de atividades para ninguém, equipe e juventude;
Monte um cronograma para implantação das atividades. Não comece todas ao mesmo tempo. A não ser que você tenha uma equipe e estrutura para isso acontecer sem sobrecarregar os envolvidos.

7)       ORGANIZAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Avalie com a equipe de liderança do ministério e o pastor da igreja todo o planejamento uma vez ao ano, no mínimo;
Além disso, faça reavaliações sempre que o cronograma de implantação “furar” ou quando um programa não alcançar os resultados esperados;
Não avalie os programas somente pela quantidade de pessoas envolvidas, mas busque encontrar quais são os resultados positivos nos participantes e alcançados;
Busque ouvir sempre os adolescentes, jovens, pais e líderes da igreja para melhorar o planejamento e a execução do plano;
Caso seja verificada alguma necessidade de correção de rumo e de estratégias, planeje a implantação para que ocorra o quanto antes.

8)       DICAS GERAIS
Não planeje sozinho! Mesmo que você monte o planejamento só, submeta-o a análise, comentários e modificações da equipe de liderança do ministério e, principalmente, do pastor presidente da igreja;
Monte sua equipe! Não trabalhe sozinho. “Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe.” (Clarisse Lispector). Isto é uma verdade no trabalho ministerial.
Você não é eterno! Busque sempre preparar novos líderes;
Invista na sua capacitação, e também da sua equipe e dos jovens líderes em treinamento;
Esteja sempre alinhado ao planejamento da igreja. Converse com o pastor presidente da igreja, apresentando o planejamento, novas ideias, mudanças etc.;
Em caso de dúvida, pergunte ao pastor ou ao conselheiro do ministério. Não faça algo que não tenha certeza que é correto ou que está alinhada a visão da igreja.

9)       SOBRE O AUTOR
João Marcos Bezerra tem 34 anos, cearense. É formado em Teologia pelo Seminário Teológico Evangélico Bíblico e convalidado pela Faculdade Teológica Evangélica do Rio de Janeiro. Tem também formação em Liderança pelo Instituto Haggai do Brasil e é pastor batista. Atualmente, além de atuar como pastor de juventude, é Técnico em Edificações. Também possui um blog (‘Fala João’ – www.jmarcosbezerra.blogspot.com) com mais de 140 textos publicados e o artigo científico "A Formação de Líderes na Igreja e sua Contribuição para a Sociedade".

10)  BIBLIOGRAFIA BÁSICA
BITTENCOURT, Ebenézer. Qual é o tamanho dos seus sonhos? Transformando seus sonhos em projetos de Deus. 4ª ed. Santa Bárbara d’Oeste/SP: Noutética Publicações Ltda., 2009.
CAMPANHÃ, Josué. Planejamento estratégico: como assegurar a qualidade no crescimento de sua Igreja. 1 ed. São Paulo: Editora Hagnos, 2013.
FIELDS, Doug. Um ministério com propósitos para líderes de jovens. Tradução Jorge Camargo e Fátima Camargo. São Paulo: Editoria Vida, 2006.
HYBELS, Bill; BLANCHARD, Ken; HODGES, Phill. Liderando com a Bíblia: ensinamentos de Jesus para renovar a sua empresa. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

Comentários

myla oliveira disse…
Pr. Vc é bença mano. Estou muito precisando de aprender mais nesse assunto. Deus te abençoe sempre

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?