SEM ACORDO



por João Marcos Bezerra - jmarcoscb@gmail.com
Texto base: 1Coríntios 1.10-13

Duas pessoas andarão juntas se não tiverem acordo? (Amós 3.3)

Este verso de Amós foi usado para afirmar aos israelitas que o “Senhor Soberano não faz coisa alguma sem revelar o seu plano aos seus servos, os profetas” (v.7), ou seja, assim como Deus não esconde os seus planos aos seus servos, não é possível duas pessoas andarem juntas sem haver aliança. O que você acha? Esta afirmação do profeta é verdadeira? Você conhece alguém que convive bem, tranquilo, com alguém em que não consegue se ajustar? Acho que isso é muito difícil acontecer.
A falta de acordo tem levado casais a se divorciarem, irmãos a brigarem, filhos a serem abandonados pelos pais, pais a serem ignorados pelos filhos e pessoas da mesma fé a brigarem. Sem acordo não existe paz numa relação, não se encontra um ponto em comum para firmar uma aliança. Isso foi o que causou o abandono temporário de Israel por parte de Deus. Este povo não queria viver debaixo do testamento do Senhor. O que os levou ao cativeiro. Com isso, você acha que a falta de acordo entre irmãos em Cristo é saudável? Acredito que não!
Em 1Co 1.10-13 o apóstolo Paulo diz aos irmãos da igreja de Corinto:

Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, e, sim, que todos estejam unidos num só pensamento e num só parecer. Meus irmãos, fui informado por alguns da casa de Cloe de que há divisões entre vocês. Com isso quero dizer que cada um de vocês afirma: "Eu sou de Paulo"; "eu de Apolo"; "eu de Pedro"; e "eu de Cristo". Acaso Cristo está dividido? Foi Paulo crucificado em favor de vocês? Foram vocês batizados em nome de Paulo?

Esta mensagem é direcionada a uma igreja inserida na cidade de grega de Corinto. Nesta época, esta pólis era a capital da província romana da Acaia e, com isso, uma cidade rica. A religiosidade era muito grande, pois existiam duas divindades bastante veneradas naquela região, Afrodite (deusa do amor) e Apolo (deus da música, canto, poesia e da beleza masculina), onde suas sacerdotisas eram prostitutas cultuais e vendiam seus corpos para cultuar o sexo. Daí, entende-se muito da mensagem do apóstolo aos coríntios.
A igreja em si era reconhecida por Paulo como uma comunidade enriquecida “em tudo, em toda palavra e em todo conhecimento porque o testemunho de Cristo foi confirmado” neles, “de modo que não lhes [faltava] nenhum dom espiritual” (vs.5-7). Esta era a igreja dos sonhos de qualquer pastor. Entretanto, existiam problemas que fariam qualquer pastor também não querer uma comunidade como esta. (hehehe)
No texto em questão, o apóstolo expõe uma falha séria, que era a divergência doutrinária. Como existiam pregadores expoentes do Evangelho conhecidos pelos irmãos, a igreja se dividiu na adesão aos ensinos deles, Apolo, Paulo, Pedro e Cristo (v.12). Por isso, que é feita a pergunta “Por acaso Cristo está dividido?” (v.13) porque os irmãos achavam que cada um trazia um ensino diferente, mas não. Todos quatro apontavam para um só, Cristo. E é para Jesus que o ensino da igreja tem que direcionar.
Agora, imagine o estado que a comunidade deveria estar por conta desta divisão “doutrinária”. O quanto os irmãos deveriam discutir, falar e praticar coisas diferentes entre si. Em alguns casos, podemos imaginar até que famílias também poderiam estar divididas por causa disto. Isto era saudável para a igreja de Corinto? É saudável para a nossa comunidade cristã viver dividida, cheia de grupos que pensam diferentes e até não se relacionam bem? É claro que não!
Para nós, atualmente, o apóstolo deixou a seguinte mensagem: “Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.” (Ef 4.4-6). Então, não há porque haver divisão em nosso meio, pois a Palavra aponta para a unidade. Por que, diante desta verdade, ainda existe facções dentro da igreja? Porque ainda cultivamos as obras da carne, em vez do fruto do Espírito.

As coisas que a natureza humana produz são bem conhecidas. Elas são: a imoralidade sexual, a impureza as ações indecentes, a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas. Repito o que já disse: os que fazem essas coisas não receberão o Reino de Deus. (Gl 5.19-21)

A solução para deixar de cultivar estas obras é deixar o Espírito Santo dirigir a nossa vida e não obedecer aos desejos carnais (v.16). Muitas vezes falta conversão na igreja. As pessoas frequentam a comunidade porque foram criados lá, ou porque os pais obrigam, ou ainda porque seus amigos estão lá, mas não porque tiveram um verdadeiro encontro com Cristo. Daí, a vida continua a mesma e produz frutos ruins.
Então, o que é necessário fazer? Primeiro, é necessário se converter e entregar a vida ao Senhor (2Cr 7.14; 1Jo 1.9). Em seguida, revestir-se do novo homem que o encherá de misericórdia, bondade, humildade, delicadeza, paciência e, assim de tudo, amor ao próximo (Cl 3.12-14). Com isso, será possível, da mesma forma que Jesus lhe concede perdão, perdoar aquele que causar algum dano a você.
Em Mt 18.22 Jesus fala aos discípulos que é necessário conceder perdão 490 vezes (setenta vezes sete) e continua nos versos seguintes contando a história do “empregado mau”, que pediu e recebeu perdão por suas dívidas. Enquanto que não liberou perdão a quem o devia. Ele completa dizendo: “É isso o que o meu Pai, que está no céu, vai fazer com vocês se cada um não perdoar sinceramente o seu irmão” (v.35). Deus castigará aquele que não concede perdão. Acho que ninguém quer receber esta penalidade.
Por fim, faça uma análise da sua vida e reflita se você é uma nova criatura em Cristo Jesus ou ainda vive refém das obras da carne. Como você se relaciona com as pessoas? Como é a sua relação com os irmãos? Você tem sido pivô de divisões e discórdias em sua igreja? Ou somente participado de intrigas? As respostas mostrarão a necessidade de mudança. Então, mude! Faça isso agora e veja como a paz de Cristo habitará em seu coração e construa relacionamentos saudáveis.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?