POR MEUS PRÓPRIOS MEIOS



Por João Marcos Bezerra

Você conhece a história de um belo jovem que virou rei, foi à guerra contra uma nação, matou todos os homens, mulheres, idosos, crianças e quase todos os animais, pegou cativo o rei e o melhor do gado e da criação para sacrificar e foi amaldiçoado por Deus? Você já ouviu a história de um homem que saiu de “férias” escondido para não pregar o arrependimento a um povo cruel e foi parar no estômago de um ser? Ou conheceu algum casal que morreu de um ataque cardíaco fulminante diante de um bispo por ter mentido para o Senhor o valor de um imóvel? Sabe quem são?!
O plano de guerra foi repassado com clareza ao rei – “Destrua tudo. Não traga nada pra vocês!” – e Saul só precisava seguir o plano. A missão era a salvação dos gentios e Jonas se recusou e tentou fugir. A propriedade era de Ananias e Safira e a oferta era voluntária, não havia obrigação de entregar tudo, e eles preferiram mentir para ficar com parte da venda. Todos esses e outros desobedeceram a Deus e sofreram as consequências dos seus erros.
Atualmente também sigo assim a minha vida. A regra do jogo é clara: “obedecer é melhor do que o sacrificar” (1Sm 15.22b); Deus quer corações arrependidos e obedientes (Sl 51.17). Mesmo sabendo disso, sempre quero fazer as coisas do meu jeito, a minha maneira. Qual o caminho a seguir? Qual a profissão escolher? Quem devo escolher como amigo? E a namorada ou esposa? Para responder estas perguntas sempre tem uma orientação divina, mas na maioria das vezes sempre prefiro fazer por meus próprios meios. Mas por quê?!
O povo de Deus não conhece a Ele. “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento”, disse certa vez o Senhor aos israelitas por meio do profeta Oséias (4.6a). Esta é também minha realidade. Assisti a um vídeo do Pr. Ed Rene Kivtz mostrando como alguns lobos enganam os fiéis – pela dor, pelo medo e pela ganância. Acrescentei a esses também pela ignorância. Tire do povo a Palavra e eles se tornarão fantoches do diabo com muito mais facilidade. Eu não quero ser um fantoche do diabo. Você quer? Eu quero conhecer a Deus. E você?
Embora a leia e conheça o que Deus quer de mim, ainda assim opto por escolher o caminho torto e ando por meus próprios meios. Em 1Pe 2.1-3 se lê:

Livrem-se, pois, de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência. Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom.

Eu quero andar no caminho certo e provar que o Senhor é bom? Então, vou me livrar de todo o sentimento dentro de mim que não presta e desejar que Cristo, que é a Palavra, faça meu coração e minha mente crescer. Você não quer isso também? Deixar de fazer besteira? Começar a ter resultados positivos em sua vida pessoal, profissional, social etc.? Influenciar as pessoas para o bem? Eu quero!!!
Então, vou deixar de ser um homem que se olha no espelho e quando sai da frente dele esquece a própria face (Tg 1.23) e também de ser criança que é levada, como pelas ondas e pelo vento, pelas espertezas de homem que me induzem ao erro (Ef 4.14). Em vez disso, vou deixa Deus controlar o meu coração. Não quero só a salvação. Desejo e daqui para frente vou deixar que Ele seja o Senhor da minha vida e tome o controle de todos os meus projetos e sonhos. Você quer isso? Ou ainda prefere andar por seus próprios meios? Deixe de ser desobediente! Tome uma decisão nesse momento e saia do buraco em que você se encontra! Jesus quer lhe dar uma vida nova! Seja obediente a sua Palavra e “entregue o seu caminho ao Senhor; confie Nele, e Ele agirá”; “Descanse no Senhor e aguarde por Ele com paciência” (Sl 37.5,7a); e, “consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos” (Pv 16.3). Seja sempre obediente!
Deus o abençoe! Amém!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?