ATITUDES DE GRATIDÃO



por João Marcos Bezerra – jmarcoscb@gmail.com
Baseado no esboço disponível no site www.esbocosermao.com/2011/06/atitudes-de-gratidao.html
Texto base: João 12.1-3

Eu te louvarei, Senhor, de todo o coração; diante dos deuses cantarei louvores a ti. (Salmo 138.1)

Creio que neste momento muito temos a agradecer a Deus. Por estar vivo, pelas bênçãos recebidas, pelos livramentos, pela cura nossa ou de alguém querido e pela salvação em Cristo Jesus são exemplos de motivos de gratidão. Agora é bom refletir com as seguintes perguntas: como demonstramos um coração grato? Só com palavras? Quais são as nossas atitudes de gratidão? Vamos pensar sobre isso baseado no comportamento de três amigos de Jesus.
Para contextualizar, é importante lembrar que no capítulo 11 do evangelho de João Jesus ressuscitou seu amigo Lázaro, depois que este estava morto há quatro dias. Havia uma grande alegria por parte da família do amigo e suas irmãs Marta e Maria. Todavia, isso também fez com que os chefes dos sacerdotes ampliassem o plano de matar Jesus ao seu amigo Lázaro, pois muitos iam a casa deste para conhecer o morto que agora vivia.
A partir do capítulo 12, o apóstolo João começa a contar o que aconteceu ao Senhor nos últimos dias de sua trajetória na Terra. Ele destaca que seis dias antes da Páscoa (a última de Jesus), o Senhor foi a Betânia jantar com os seus amigos. Neste encontro Marta, Lázaro e Maria lhe mostraram um coração grato por meio de algumas ações que podem ser copiadas por nós para demonstrar agradecimento.
No verso 02 vemos Marta mostrando a primeira atitude, servir. Conhecemos Marta da primeira vez que recebeu Jesus em sua casa, quando ela reclamou que estava muito atarefada e Maria não lhe ajudava, como relata Lucas 10.38-42. Marta demonstrava seu amor e gratidão ao Senhor por meio do serviço. Ela amava servir a Jesus e servindo a Ele, terminava servido quem estava com Ele. Daí, vamos refletir: quanto nós temos agradecido a Deus por aquilo que tem feito por nós, servindo as pessoas, na igreja, no trabalho, em casa ou na rua? Como esta atitude de gratidão tem feito parte da nossa vida? Se somos gratos e não servimos, não mostramos reconhecimento pelo que Deus tem feito por nós.
Outra atitude de gratidão está na amizade de Lázaro. Ainda em João 12.2, vemos que o amigo ressuscitado estava desfrutando da companhia de Jesus durante o jantar. A amizade desses dois era tanta que Jesus chorou quando O levaram a sepultura de Lázaro e os judeus afirmaram: “Vejam como ele o amava!” (11.36). Temos buscado desfrutar da companhia e amizade do Senhor em nosso dia a dia? Como tem sido o nosso relacionamento com Deus? Se somos gratos e não somos amigos de fato e de verdade, não mostramos atitude de gratidão a Ele.
Por último, João 12.3 apresenta Maria derramando sobre os pés de Jesus em torno de 300mL de um perfume caríssimo e com forte cheiro e os enxugando com os próprios cabelos. Isto mostrou um coração humilde e sincero de entrega e devoção ao Mestre. Ela reconhecia a Cristo não só como amigo, mas como Senhor a quem deveria adorar com o melhor que possuía. Adoramos a Deus com humildade, sinceridade e entrega total do nosso melhor? Dedicamos os nossos bens e vida a adoração a Jesus? A nossa vida é de constante adoração? Se somos gratos e não adoramos a Deus, não temos atitude de gratidão a Ele.
Então, se somos realmente gratos por aquilo que o Senhor tem feito por nós e pelos nossos devemos cultivar atitudes de gratidão a Ele, dentre elas estão o servir como Marta, ser amigo como Lázaro e adorar como Maria. Precisamos refletir o quanto temos praticado estas três atitudes de gratidão e coloca-las em prática. Se não demonstramos gratidão a Deus em nosso comportamento, como podemos mostrar que somos gratos? Pensemos nisso e mudemos a nossa vida agora. Deus abençoe geral!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?