SACO CHEIO DE ‘FAST FOOD’ NÃO PARA EM PÉ



Por João Marcos Bezerra
Elaborado especialmente para o ACAMPIBN

Leitura Bíblica: 1 Pedro 2.1-3

Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês, pois se agirem dessa forma, jamais tropeçarão. (2 Pe 1.10)

Você já assistiu a série C.S.I. Las Vegas? Quando você olha para aquela cidade o que sente? Confesso que às vezes sinto vontade de ir conhecê-la, jogar naquelas máquinas, curtir umas festas e tal. Beleza e aí?! Depois da curtição toda passa a curiosidade, acaba o dinheiro, vem a ressaca e tal. O que ganhei com tudo isso? O vazio!!!
Você já comeu algo e em alguns minutos ficou com fome de novo? Eu já, “Cup Noodles”. Foi uma vez na faculdade. Era a hora do almoço e por curiosidade pedi um desse, em vez da panqueca com arroz ou um salgado. Sem contar que queria economizar. Vida de estudante, vida de liso! (rsrsrs). Depois de meia hora estava com um vazio tão grande dentro do meu ser [estomago] que tive que comer pelo menos um salgado para aliviar. No final das contas o que ganhei com tudo isso? O vazio! Perdi dinheiro e me alimentei mal.
No nosso dia a dia temos uma grande quantidade de coisas que atraem a nossa atenção e nos levam a tomar decisões por algo que sai rápido. É a sede pelo “fast food”! Em conseqüência, escolhemos coisas que não trazem benefício algum a nossa saúde e, muito menos, a nossa vida. No final das contas ficamos vazios, sem conteúdo algum e mal alimentados física e espiritualmente. Por que escolhemos isso? Será que é o pecado em nós nos atrai pelo olhar e não pelo estomago?
É por isso que o apóstolo Pedro nos recomenda a nos livrarmos de toda maldade, engano, hipocrisia, inveja e palavras ruins (1Pe 2.1). Porque isso vai nos levar a sempre escolher o “fast food”, o rápido, o temporário e o que não tem nutriente espiritual. Por outro lado ele orienta a acrescentar a nossa fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor (2Pe 1.5-7). Porque essas coisas têm um valor nutricional que nos fortalece para a caminhada.
Se um dia fizemos a escolha de caminhar com Cristo, devemos nos alimentar espiritualmente com aquilo que vem de Deus. É através da Bíblia que recebemos essa refeição essencial para a vida cristã. Sem ela seremos um saco cheio de “fast food” que não tem força para se manter em pé e viveremos em hospitais que não curam a doença do nosso espírito.

Assim caminha a humanidade: de abismo em abismo num poço sem fim. Cegos demais pra perceber que o vazio no peito é do tamanho de Deus! (Fruto Sagrado)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?