A VOZ DE DEUS



Por João Marcos Bezerra

Ouça! Escute o estrondo da sua voz, o trovejar da sua boca. (Jó 37.2)

Você já ouviu a voz de Deus? Como ela é? Forte como um trovão? Suave como uma brisa? Ou penetrante como uma espada afiada dos dois lados? Qual a sensação no momento? Medo e terror? Ou calma e paz? O que Ele lhe disse? Palavras de conforto, de repreensão ou de ação? Em qual momento ocorreu? Quando você saia de casa, estava no seu quarto sozinho, dentro do buzão lotado ou durante um culto? Ou você nunca ouviu a voz Dele?  Quando se fala em relacionamento fica subentendido que há “capacidade de se comunicar” (Aurélio Séc. XXI). Como você se relaciona com o Pai se nunca ouviu a sua voz?
Já se sabe, e muito é dito, que na comunicação com o Senhor falamos com Este apenas através da oração. Já Ele fala conosco por meio da oração, das Escrituras Sagradas, das circunstâncias, das pessoas, da sua revelação geral e específica e de forma direta pela própria voz. É o quê?! Deus fala diretamente?! Está ficando maluco?!
Quando lemos a Bíblia vemos o Criador andando no Jardim do Éden falando diretamente com Adão e Eva (Gn 3.8); dando as orientações para a construção da arca à Noé (6.14-21); mandando Abrão ir para a Terra Prometida (cap.12); convocando Moisés para a missão de libertar Israel do Egito (Ex 3); repreendendo um profeta de Baal, chamado Balaão (Nu 22); dando uma má notícia ao menino Samuel (1Sm 3); concedendo favor à Salomão (1Rs 3.5-14); consolando e fortalecendo o profeta Elias no Monte Horebe diante das ameaças de Jezabel (1Rs 19); apresentando a Jó os atributos divinos (Jó 38.1-40.2); dirigindo as encenações proféticas de Ezequiel (Ez 5, por exemplo); confirmando a Jesus como O Filho de Deus (Mc 1.11); transformando o perseguidor Saulo no perseguido Paulo (At 9); enviando Pedro para pregar aos gentios da casa de Cornélio (10.9-48); e, revelando o que há de vir ao apóstolo João, escrito no Apocalipse. Se Deus “é o mesmo, ontem, hoje e para sempre” (Hb 13.8), por que não pode falar conosco diretamente? Por que não podemos ouvir a Sua voz hoje?
No livro “O poder de um sussurro” do Pr. Bill Hybels, está registrado as diversas formas que o Pai falou sem intermediário ao próprio autor e aos irmãos da Igreja Willow Creek. De vários testemunhos impactantes uma das histórias me chamou a atenção:

Tara relatou: “Entreguei minha vida a Cristo ainda jovem, mas me afastei dele durante a faculdade. Após a formatura, mudei-me para longe da família e dos amigos, deixei de frequentar a igreja e comecei a tomar péssimas decisões. Ansiava pela intimidade com Deus, mas não conseguia abandonar meus próprios caminhos. Dois anos se passaram antes que eu voltasse a pôr os pés dentro de uma igreja – dessa vez com minha família toda, no Natal. Durante a parte dos cânticos do culto, senti a voz quase audível de Deus dizendo: ‘Chega!’. Ele repetiu a expressão várias vezes, a ponto de eu começar a tremer. Deus tinha um propósito que eu não estava cumprindo na vida, e eu sabia que só me restava entregar-me a ele de verdade.
“Depois daquele culto de adoração, meus ‘próximos passos’ se tornaram muito claros…” (2011, p. 72,73)

Acredito que este é o meu Senhor e que pode falar comigo a qualquer momento. Mas tem um detalhe: como posso ouvi-lo se não paro para escutar? A nossa vida frenética e ocupada não nos permite ter tempo de diálogo com os nossos colegas, amigos, parentes, familiares, pais, cônjuges e filhos que estão fisicamente conosco todos os dias, imagine com Deus que não vemos e até esquecemos. É por isso que temos falhado em nosso relacionamento com Ele e não ouvimos as Suas orientações.
Na verdade recebemos muitas informações sobre o que Deus espera de nós e quais os passos a seguir. Muitas vezes não colocamos em prática porque nos preocupamos mais em fazer algo para Ele, e nos cobrar caso não façamos, do que em ter momentos proveitosos com Ele. Dedicar um tempo para fazer boas obras, colocar os dons e talentos no serviço do Senhor e manter os ministérios da igreja funcionando são importantes, mas o essencial para nossas vidas, o que fará realmente a diferença, será o tempo que investimos com Deus em oração, leitura da Palavra etc. etc. etc. Se você não sabe se está andando no caminho certo ou fazendo o suficiente para o Senhor, invista mais tempo com Ele e receberá a resposta diretamente Dele, sem intermediários. Ouça a voz divina e seja transformado, em nome de Jesus!

De que adianta fazer tudo no mundo e perder a própria vida? Nada!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?