DE ZÉ-NINGUÉM À SONHADOR

(Baseado no livro “O Doador de Sonhos” de Bruce Wilkinson)
Texto base: Ex 3.1-10
Por: João Marcos Bezerra

Acredito que todos têm sonhos, aspirações, projetos a curto, médio e longo prazo, desejos a serem realizados na vida e planos para o futuro. Também creio que há um Criador e Deus Todo-Poderoso que criou o homem a sua imagem e semelhança com um propósito de vida. Com isso, acredito que esse Criador tem projetos, planos e/ou sonhos para cada ser humano.
Quando olho a vida do patriarca hebreu Moisés, percebo como Deus conspirou para que este homem fosse usado para libertar Israel da opressão egípcia e levar este povo de volta a Terra Prometida, da qual Jacó e sua família saíram no período de fome (Gn 46). É neste libertador que vejo a relação Zé-Ninguém e Sonhador.
Moisés nasceu num lar hebreu cativo no Egito. Foi salvo da matança de Faraó às crianças hebréias. Foi criado pela princesa do Egito, filha do Faraó, e educado na corte egípcia. Ele tinha todos os pré-requisitos para ser o libertador de Israel. Entretanto, ele não conhecia os planos do Senhor para a sua vida. Ele não conhecia o sonho que Deus tinha para ele. Até àquele momento Moisés era um Zé-Ninguém hebreu dentro da corte egípcia e era um também para o seu povo.
Quando este patriarca se deparou com a opressão dos egípcios contra os israelitas, como estava numa posição de relativa superioridade sobre os carrascos e os escravos ele sentiu que deveria agir em defesa dos compatriotas e matou um egípcio que espancava um hebreu. Porém, essa autoridade para defender o seu povo não era reconhecida por ninguém e ele precisou fugir da ira do Faraó (Ex 2.11-22). Neste momento percebo que Moisés já sentia que deveria fazer algo para ajudar o seu povo. Acredito que Deus já estava revelando a ele o seu Grande Sonho.
Grande Sonho este que foi declarado no episódio da sarça ardente, conforme o texto base de Êxodo 3.1-10. O Senhor apareceu ao libertador hebreu e declarou a grandiosidade do sonho divino para este: “Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito” (v.10 ARA). Que Grande Sonho! Que grande desafio! Assim como são muitos os desafios dos Grandes Sonhos.
Deus deu a Moisés o seu Grande Sonho: libertar e liderar Israel até Canaã, sendo um instrumento direto do Criador para transformar os hebreus na redenção do mundo. O Senhor também dá um Grande Sonho a cada um de nós. O propósito Dele é que glorifiquemo-lo através da realização deste Grande Sonho.
Quantos sentem um impulso, uma vontade de fazer algo grandioso? Quantos sonham em ser ou fazer algo diferente ou que está além das condições humanas? Muitos de ou todos nós?! Acredito que todo homem tenha aspirações. Seja uma profissão, um curso, uma moradia, um lar, uma família, um ministério, um bem material ou simplesmente um desejo de ser diferente é um sonho e, se for dado por Deus, passa a ser um Grande Sonho.
Muitas vezes nos deparamos com o Grande Sonho e tememos e nos achamos incapazes de realizá-lo, assim como Moisés: “Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?” (Ex 3.11). Ao temer e sentir-se incapaz procuramos negociar com Deus para não recebermos a aspiração divina. Com isso, ganhamos tempo até conseguir fugir e esquecer o Grande Sonho. Todavia, Este não nos esquece e não deixa de ser nosso, pois cada ser humano recebe um Grande Sonho e é o único que pode realizá-lo. Outros sonhos podem ser parecidos, mas não são o nosso.
Outras vezes aceitamos a Aspiração Divina, tornamo-nos um Sonhador, e começamos a caminha rumo a Ela, mas no meio do caminho, diante dos desafios, refugamos. Em certos momentos estamos bem perto de realizar o sonho. Porém, o medo nos faz retornar e voltar ao estado inicial. E isso não é o que Deus deseja para nós. Ele nos oferece uma vida melhor. A realização do Grande Sonho é a base para essa vida melhor. Isso “Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os caminhos [de Deus] mais altos do que os [nossos] caminhos, e os pensamentos [de Deus], mais altos do que os [nossos] pensamentos.” (Is 55.9 ARC adaptado).
Por isso, acredito e defendo que todo homem deve caminhar em busca do seu Grande Sonho e se tornar um Sonhador. Cumprir o plano do Senhor para a sua vida e ser um instrumento grandioso para a transformação de vidas.
Ser um Sonhador é deixar de ser um Zé-Ninguém, uma pessoa comum, e passar a fazer parte da história humana. Mesmo que seu nome não seja mundialmente conhecido, ou que você não sinta que fez muita diferença no mundo, ou, até mesmo, se você acha que seu sonho não é tão grandioso assim, se este sonho foi dado por Deus ele é um Grande Sonho e fará diferença no mundo e você é um Sonhador. Lembre-se: o Senhor não nos chama para sermos famosos, mas para sermos Sonhadores e sonharmos os sonhos que Ele tem para nós.
Com isso, convido a todos para iniciarem a sua caminhada rumo ao seu Grande Sonho. Confiem no Senhor que doou o sonho. Supere o medo, não espere que ele desapareça, mas enfrente-o e faça o necessário para realizá-lo, assim como Moisés.
Que Deus nos abençoe com Grandes Sonhos e nos encha de coragem para realizá-los!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?