Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

MEU VOTO É CONSCIENTE. EU VOTO NULO!

Desfaça o preconceito que existe quanto ao VOTO NULO, pois essa também é uma opção no processo democrático. Ao VOTAR NULO passo a seguinte mensagem “não concordo que nenhum desses candidatos ocupe este cargo”, logo me posiciono contrário a qualquer um dos candidatos que estejam concorrendo.
Esse não é um discurso de uma juventude inconsequente, mas de um jovem consciente dos seus direitos e cumpridor dos seus deveres. Dever de denunciar através do voto a indignação com a corrupção em todas as esferas do poder, da fome de educação que vive o povo brasileiro, denunciar a nossa falta de honestidade para com o próximo, pois elegemos ano após ano quem faz e acontece com a certeza de que será eleito novamente.
VOTO NULO nessa eleição por sentir vergonha de candidatos que pautam seu debate político em assuntos tão vazios, com propostas pouco coerentes que subestimam a nossa inteligência.
VOTO NULO nessa eleição por não acreditar em candidatos que centram seus debates na contundência de uma bo…

PERDÃO, SANTO REMÉDIO

Por João Marcos Bezerra
jmarcoscb@gmail.com Texto Base: Mt 18.21-35
O texto da parábola do credor incompassivo retrata fielmente a minha e a sua conduta para com as pessoas. Somos ligeiros em pedir misericórdia a Deus e lentos em liberar perdão ao próximo. Quantas vezes falhamos com o próximo e não pedimos perdão? Ou quantas vezes as pessoas falham conosco e não as perdoamos? Entretanto, quando pecamos contra Deus, na maioria das vezes, chegamos a Ele e nos arrependemos, como Ele é misericordioso nos perdoa. Quanto aos nossos pais? Quantas vezes os decepcionamos, ofendemos, agredimos e falhamos? Entretanto, na maioria dos casos, eles nos acolhem. E por que não fazemos o mesmo com o nosso próximo? É fácil buscarmos e alcançarmos perdão, mas o quanto é difícil liberarmos perdão: olhar com bons olhos a quem nos ofendeu; dar a mão, numa necessidade, ao nosso devedor; saudar a quem não gostamos; tolerar a quem nos magoou. Isso ocorre porque somos disciplinados pelo mundo a ser uma ilha cerc…