CARPE DIEM, APROVEITE O MOMENTO


Por João Marcos Bezerra
Texto Base: Ec 11.9 – 12.8

“Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade…” (v.9). Entendo, e creio ser entendimento geral, que o Pregador (definição dada ao sábio Salomão quando já estava idoso) orienta a garotada a viver de forma alegre e proveitosa.
A juventude é reconhecida como a faixa etária mais dinâmica, revolucionária e mutante. É o período onde as pessoas buscam mais por meios de se divertir, gastar as energias e se aventurar.
Que jovem não gosta de ir a uma balada ou de uma aventura? Que jovem não aprecia uma atividade dinâmica? Se você não se agrada com isso, acho que já há um avanço mental, que o adéqua mais a outra faixa etária. Detalho que há pessoas de idade avançada que gostam disso tudo e tem uma vida mais emocionante que a de muitos jovens, inclusive a minha.
Também é neste momento da vida que, devido a vontade insaciável por novidade e emoção, há uma possibilidade maior da pessoa se envolver com drogas, sexo livre, violência e marginalidade – o velho sexo, drogas e rock’nroll. Por isso, o autor de Eclesiastes alerta que “de todas as coisas Deus te pedirá contas” (v.9) e “afasta do teu coração o desgosto e remove da tua carne a dor” (v.10). Isso porque é como termina aquele que se apóia neste tripé, com desgosto e dor.
Deus nos criou a Sua imagem e semelhança (Gn 1.26) para a Sua glória (Cl 1.16). Ele nos oferece uma vida em abundância (Jo 10.10), paz, amor, paciência e domínio próprio (Gl 5.21,22) e muitas outras bênçãos com uma única condição: OBEDIÊNCIA (I Sm 15.22). É por esse motivo que o Pregador diz: “Lembra-te do teu criador nos dias da tua mocidade” (v.1).
Haverá um tempo que desejaremos voltar a juventude para mudar algumas atitudes e tomar decisões diferentes, mas não será possível, conforme retratado na música Epitáfio do Titãs. Entretanto, o Sábio, há milhares de anos, já havia alertado: “Lembra-te do teu criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais dirás: Não tenho neles prazer.” (v.1) ou pior “…antes que se rompa o fio de prata.” (v.6).
O fim da nossa caminhada está entre dois caminhos, unicamente: o céu ou o inferno, “heaven or hell”, a vida ou a morte eterna. As nossas escolhas nos levarão a um desses. Então, antes que chegue o momento que você não possa mais voltar, antes que você chegue ao fundo do poço ou faça a maior besteira da sua vida, escolha andar com Jesus, o filho de Deus e que estava com o Pai na criação (Jo 1.1-4), e que está ao seu lado agora.
Andar com Jesus, seguir a Jesus, servir a Deus e confiar Nele não é ser careta. Pelo contrário, é na verdade ser louco, “loucos por causa de Cristo” (I Co 4.10), revolucionário (Rm 12.1) e cheios de esperança – certos que a glória nos espera e que “a benção do Senhor está sobre nós” (Sl 129.8). Além disso, é ter certeza de que as decisões sempre são as melhores no Senhor e que com Ele nunca entramos em “fria”; é estar certo que:

Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo. (II Co 4.8-10)

Jovem aproveite bem a vida. Divirta-se. Curta-a de montão. Mas lembre que o melhor é aproveitar o dia com Jesus ao lado, seguindo os Seus conselhos e andando no bom caminho. Andar sozinho, de acordo com a própria vontade e sofrendo desgostos e dores, é loucura e condenação a sentença de morte. Reflita sempre: “Lembra-te do teu criador” antes que seja tarde demais.
Deus nos abençoe e opere em nossas vidas!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÓ QUEM PODE ME JULGAR É DEUS! SERÁ?!

CADMIEL: UMA HISTÓRIA SEM FIM

PRECISAMOS FALAR DE SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA?